GUSTAVO SANTOS: A SOCIEDADE CAMINHA APRISIONADA!

GUSTAVO SANTOS: A SOCIEDADE CAMINHA APRISIONADA!

Esta semana o nosso post conta com uma participação muito especial. Convidámos o Gustavo Santos para escrever um artigo. Trata-se de um artigo sobre o quanto somos capazes de ultrapassar obstáculos e sermos felizes.
Esta não será a única vez que o Gustavo estará com a Royal Secret.

O Gustavo marcará presença na Expocosmética no dia 23 de Abril, no Auditório da Galeria 4 da Exponor, pelas 15h a fim de apresentar o conceito Royal Secret.

Gostaria de estar presente?

A palestra terá um número restrito de convidadas e temos ingressos limitados para oferecer.
Para garantir a sua presença na palestra, envie um email para royalsecret@rickiparodi.com, com:

  • Nome
  • Idade
  • Telefone
  • Profissão

Tente a sua sorte! Não perca a oportunidade!
Temos uma surpresa para as presentes.

 

A sociedade caminha aprisionada, por Gustavo Santos:

As pessoas que a fazem perderam-se numa curva qualquer das suas vidas e poucas se encontraram.

Eu encontrei-me, mas o processo foi doloroso e lento, cheio de obstáculos e tentações.

O segredo?

Aprender, como aprendi sozinho, a transformar o mau em bom, a dor em amor.

A maioria das pessoas fala sobre a dificuldade da vida, experiencia a impossibilidade de sucesso e, por isso mesmo, negligencia todo o vislumbre de confiança e paz interior que, num ápice, lhes poderia mudar a vida.

As pessoas acreditam muito mais no sofrimento do que na superação.

E a sociedade vive da promoção aos obstáculos, faz notícia deles e leva os mais fracos de espírito a acreditar na impossibilidade da esperança.

Não pode ser. Não podemos permanecer calados enquanto assistimos na primeira fila à extinção da nossa própria raça. Não podemos ser enterrados aos oitenta, mas continuar a morrer aos vinte, trinta ou quarenta. A vida de uma pessoa sem paixão desvanece-se com o passar de alguns anos. Chega de atentados contra nós mesmos.

É claro que há sofrimento, é óbvio que existem obstáculos, a vida não é uma colónia de férias, mas e se lhes dermos significados diferentes? Sim, e se em vez de nos derrotarmos pela dor, nos entregássemos à busca pela sua origem? O que não aceitámos? Quem não conseguimos perdoar? De quem temos medo? A quem não conseguimos dizer “Não”? A quem damos o poder de manipular a nossa vida? Responde, por favor. E os obstáculos? Serão assim uma experiência tão aterradora? Claro que não. E se eu te dissesse que por detrás de um obstáculo vive o sonho? E se te contasse que eles são mais importantes que passeios por jardins frondosos? Acreditavas? Ninguém que conte por sonhos vividos os sonhos que teve, conseguiu atingi-los sem dificuldades. Ninguém se faz mais forte, resistente, persistente e vencedor sem enormíssimos desafios pela frente.

Os obstáculos, assim como o sofrimento, são companhia diária e exclusiva dos sonhadores, das almas guerreiras que nasceram para mudar o mundo. Assumo-me como uma delas e é por isso mesmo que quando algo me dói, a primeira coisa que faço é apurar onde me desrespeitei, onde ficou a minha verdade; e é por isso também que sempre que uma inesperada dificuldade surge, fico logo com a sensação que coisas maravilhosas estão a caminho.

Só será possível inverter o estado da nação e a energia universal da Terra quando formos capazes de encontrar alguma lição ou algo positivo no aparentemente trágico.

A vida é linda e a maior das tragédias é recusares-te a vivê-la.

Supera-te. Acredita em ti. Respeita-te.

AMA-TE

 


Subscreva o nosso blog!


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *